NASF de Rio Tinto desenvolve projeto de saúde em combate a obesidade

A obesidade é uma condição médica caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal no indivíduo. O Brasil tem cerca de 18 milhões de pessoas consideradas obesas, somando o total de indivíduos acima do peso, o montante chega a 70 milhões, o dobro de há três décadas.

Pensando em tal condição de Saúde Pública, a Secretaria de Saúde de Rio Tinto, por meio do NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família) desenvolve desde o ano de 2017 o Projeto “Geração Saúde – combatendo a obesidade” que vem ganhando espaço na saúde do município.

O projeto conta com a realização das seguintes atividades: treino funcional, aula de dança, reuniões periódicas a respeito de temas relacionados à saúde, consulta com endocrinologista, cardiologista, nutricionista e psicólogo, além de avaliações antropométricas mensais.

A nutricionista e coordenadora do NASF, Irna Emanuele, lembra que a obesidade é fator de risco para uma série de doenças.

“O obeso tem mais probabilidade a desenvolver problemas como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, AVC, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula, além de poder também, mexer com fatores psicológicos, acarretando diminuição da autoestima e depressão”, destaca.

Irna ressalta ainda que são muitas as causas da obesidade dentre as quais podem destacar: “História familiar de obesidade; pouco exercício físico; maus hábitos alimentares; uma doença subjacente, doenças metabólicas”, concluiu.

Para maiores informações procurar a coordenadora do NASF na Secretaria de Saúde.

COMPARTILHAR